quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Roberto Mesquita critica gastos com imóvel em Brasília

O deputado Roberto Mesquita (PSD) criticou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (08/02), a manutenção, por parte do Governo do Estado, da sede da Coordenadoria de Representação do Ceará em Brasília (Coreb), abrigada em um imóvel de luxo na Capital Federal.
De acordo com o parlamentar, o imóvel é alugado pelo Governo do Ceará e faz parte dos gastos do Executivo desde 2011, custando R$ 1,5 milhão por ano, sendo R$ 30 mil mensais apenas em segurança armada.
“O local conta com amplas áreas de lazer e varanda, churrasqueira, sauna, piscina, suítes com hidromassagem, representando um verdadeiro disparate e um tiro no peito para os cidadãos de um estado pobre e que quer reduzir gastos”, apontou Roberto Mesquita.
Para o deputado, o Executivo não está sendo coerente ao propor a extinção de secretarias, enquanto mantém um imóvel em Brasília cuja funcionalidade poucas pessoas têm o conhecimento. “O mais estranho é que o mesmo Governo que envia mensagem a esta Casa pedindo a extinção da Secretaria de Combate às Drogas, que todos sabem que é uma das mais graves questões do Ceará, mantém essa casa padrão Big Brother, que custa R$ 124 mil mensais, e que ninguém sabe para que serve ou a quem”, salientou o parlamentar.
Roberto Mesquita sugeriu que o governador Camilo extinga a Coordenadoria sem a necessidade de enviar mensagem à Assembleia. “Essa casa em Brasília é uma piada. Bastaria um momento de serenidade do governador para que ele acabe com essa Coordenadoria, por meio de um decreto”, pontuou.
Em aparte, o deputado Odilon Aguiar (PMB) manifestou surpresa com os custos do imóvel em Brasília. “Fico imaginando o que não deve ser gasto com alimentação nos banquetes e festas que são promovidos nesse imóvel. Quando fui secretário da Agricultura, Pesca e Aquicultura do Estado, o Governo negou R$ 400 mil para dar continuidade a algumas ações da Pasta, mas consegue recursos para manter uma casa luxuosa de R$ 1,5 milhão em Brasília”, observou Odilon Aguiar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics