quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

José Guimarães enfraquecido em Brasília tenta recompor PT no Ceará

As últimas informações registradas e eventualmente contestadas, deixam duvidas sobre o retorno do deputado Dedé Teixeira à Assembléia Legislativa. Já se sabe, e isso é confirmado por fontes do próprio PT, que houve interferência do seu correligionário José Guimarães, querendo reformular a participação de petistas no Governo. 
A engenharia orquestrada por Guimarães mexia também com o deputado Elmano Freitas, que deveria se afastar da liderança para dar lugar a Dedé Teixeira. O ex-lider do governo Dilma, perdeu sua força em Brasília e tenta se recompor no Ceará, conspirando contra correligionários que não rezam na sua cartilha. Um ato de rapinagem condenável, rejeitado antes de ser materializado. 
Camilo Santana considera que Dedé Teixeira faz um bom trabalho na sua pasta e tem apoio do setor rural, que a ele se solidarizou, pedindo a sua permanência na pasta. A outra vítima da conspiração, o deputado Elmano Freitas, constitui o miolo da resistência interna do partido contra as investidas de Guimarães para dominar o PT. Ele e Luizianne Lins, rechaçam qualquer tentativa que ameace o principio democrático da autonomia que assegura a todas falanges do PT manifestarem-se livremente. 
A tendência, agora, é pela permanência de Dedé onde se encontra, pela permanência de Elmano onde se encontra e pela permanência de Sr. Guimarães, também, onde se encontra, resguardando-se ele ao direito de consumir, sozinho, o amargo sabor da sua felonia, até que o Governador cristalize o seu entendimento sobre os petistas que a seu lado, servem ao poder, ou dos que querem se servir do poder.

Fernando Maia/O Estado CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics