quarta-feira, 8 de junho de 2016

Senadores do PMDB já admitem ideia de novas eleições diretas

Já há no PMDB do Senado quem veja um risco de ingovernabilidade se desenhando a partir dos pedidos de prisão feitos por Rodrigo Janot, o que pode dar força à proposta de novas eleições diretas. Os quatro alvos de Janot nesta terça (7) têm presidências no currículo: Eduardo Cunha, a da Câmara; Renan Calheiros, a do Senado; José Sarney, a da República; e Romero Jucá, a do PMDB. Peemedebistas apostam que Teori Zavascki seguirá com Renan o roteiro de Cunha: abrir prazo de 15 dias para sua defesa antes de decidir sobre o eventual afastamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics