sexta-feira, 17 de junho de 2016

Polícia apreende 670 munições e 17 armas em operação no Centro Sul e Sertão Central


Dezessete armas de fogo e mais de 670 cartuchos de diversos calibres foram retirados de circulação, das mãos de pessoas não habilitadas para utilizá-los. A apreensão do arsenal é o resultado final da operação realizada pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) na região centro-sul do Estado. Dez pessoas foram presas em flagrante e mais de 100 pássaros silvestres e outros materiais ilícitos estão entre as apreensões. A operação foi realizada por policiais do Batalhão de Polícia do Meio Ambiente (BPMA), em cinco cidades. 


As ações, que se encerraram ontem (15), tiveram início no último sábado (11) e passaram por cinco municípios cearenses. A operação objetivou apreender armas, munições e inibir a prática de delitos como crimes ambientais na região. O roteiro das diligências seguiu por Acopiara, Catarina, Mombaça, Quixelô e Iguatu.



Último dia

Em um mercantil situado na zona rural de Quixelô, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 32, 23 munições de calibres 26, 28 e 32, medicamentos para humanos e animais, caixas de cigarros, gasolina e galões contendo óleo lubrificante. O dono do estabelecimento, identificado como Erasmo Guedes da Silva (49), foi preso em flagrante por crime contra a ordem econômica, posse ilegal de arma de fogo, receptação, também por falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais e por fabricar ou vender coisa ou substância nociva à saúde. O procedimento policial sobre o caso foi registrado na Delegacia Regional de Iguatu.

Outras três armas foram localizadas, ainda ontem (15), na localidade de Sítio Cardoso, zona rural do município de Iguatu. Antônio Santana Cavalcante (60), Clizeudo Pereira da Silva (52) e José Pereira Neto (64) foram flagrados com três espingardas calibres 32, 36 e 40, oito munições calibre 36, dez pássaros silvestres e gaiolas. Eles também foram autuados por posse ilegal de arma de fogo e no artigo 29 da Lei dos Crimes Ambientais, na delegacia local.




Operação

Em Mombaça, o resultado dos trabalhos policiais refletiu nas apreensões de sete armas (dois revólveres cal. 38, duas espingardas de cal. 36 e outras três de calibres 12, 28 e 32), além de pássaros e munições. Duas pessoas foram presas. Já em Acopiara, quatro espingardas, sendo uma de cal. 12, outra de cal 32 e duas de cal. 36, um rifle cal. 44 e um revólver cal. 38 foram apreendidos, além de munições e pássaros. Dois homens foram presos. Em Catarina, a apreensão foi de 595 munições de diversos calibres, além de quase 69 quilos de chumbo e outros ilícitos. Uma mulher e um homem foram capturados. Essas ações ocorreram respectivamente de terça a sábado. 

Para o subtenente Paulo Yrtonny, que atua no na 4ª Companhia do BPMA e comandou a operação, o resultado da ação policial foi considerado “ótimo”, superando as expectativas de apreensão. Além disso, ele ressalta que, nos locais por onde os policiais passaram, as pessoas faziam a soltura dos pássaros, com o temor de serem presas. “Tentamos mostrar à população uma consciência ambiental, de manter os pássaros livres, no habitat natural”, ressalta o policial, explicando que as pessoas que gostam da presença das aves, ou do canto delas, podem colocar água, ração e um pedaço de madeira em uma árvore ou em local elevado. “Assim, os pássaros vão se aproximar sem precisar ficar em gaiolas. Com a liberdade, eles podem até voltar para o local e fazer ninhos, evitando a prisão de quem o fez”. 

Outro bom resultado avaliado pelo subtenente foi a retirada de armas e munições de circulação. “Pessoas que comercializam munições acabam contribuindo com a prática de crimes”, ressalta ele, acreditando que, com as apreensões, a criminalidade deva reduzir na área. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics