quarta-feira, 15 de junho de 2016

Capitão Wagner diz que Estado reduz investimentos em educação

Dep. Capitão Wagner ( PR )Dep. Capitão Wagner ( PR )foto: Maximo Moura
O deputado Capitão Wagner (PR) trouxe dados do Portal da Transparência, durante o segundo expediente da sessão plenária desta terça-feira (14/06), para comprovar que o Estado vem reduzindo seus investimentos em Educação ao longo dos anos. Ele afirmou que, entre 2014 e 2015, os recursos foram reduzidos nas áreas de educação, educação profissionalizante, educação superior e educação especial, citando principalmente os casos das universidades Estadual do Estado do Ceará (Uece) e Regional do Cariri (Urca).
O parlamentar explicou que a Uece é a sétima universidade do País em termos de qualidade e pesquisa, subindo para a primeira posição quando se considera apenas as regiões Norte e Nordeste.
De acordo com Capitão Wagner, o Governo do Estado deixou de executar cerca de R$ 17 milhões do orçamento previsto para a Universidade em 2015, enquanto em 2016 apenas 37% do orçamento foi executado. “São dados que comprovam o descaso do Governo com as universidades”, disse, lembrando que a instituição encontra-se em estado de greve e “ninguém ouve uma notícia sobre a situação no Parlamento”, pontuou.
Da mesma forma, o parlamentar informou que dos investimentos direcionados à Urca em 2015,  apenas 35% foram executados.
Sobre a paralisação da Uece, Capitão Wagner apresentou a pauta dos grevistas e pontuou, entre as principais demandas, a nomeação de novos professores, a autorização para a reforma e ampliação da sede de Itapipoca, o reajuste salarial e a equiparação salarial dos professores substitutos com os efetivos.
Capitão Wagner afirmou que os grevistas querem “apenas que o governador honre seus compromissos”. Segundo ele, o que ocorre “é um discurso do Governo de que o Ceará não é uma ilha, e, portanto, não está fora da realidade de crise do País”. Ele questionou, ainda, que se a situação é a mesma no Ceará e em outros estados, “porque não tomamos as mesmas medidas que os outros estados para reduzir os custos e atender as demandas da população?”.
Em aparte, o deputado Roberto Mesquita (PSD) disse temer que todas as políticas aplicadas na área de educação “sejam apenas fumaça”. “Digo isso porque estamos vendo, por anos, investimentos em tecnologia e educação serem desviados de sua finalidade, e espero que não tenhamos que mostrar a população que isso continua acontecendo”, refletiu.
PE/CG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics