quarta-feira, 15 de junho de 2016

Agenor Neto manifesta preocupação com possível fim de vaquejadas

Dep. Agenor Neto ( PMDB )Dep. Agenor Neto ( PMDB )Foto: Junior Pio
O deputado Agenor Neto (PMDB) manifestou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quarta-feira (15/06), preocupação com a possibilidade de a vaquejada não ser oficializada como esporte no Brasil, sobretudo no Ceará. Atualmente existe uma lei no Estado que regulamenta o esporte e está sendo analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
O parlamentar destacou a importância da atividade para a economia do Estado, pois atrai público, além de manter a tradição cultural nordestina. Conforme Agenor Neto, o esporte gera mais de 200 mil empregos no ano e é o segundo com maior público no Ceará e no Nordeste. “São números muito significativos e, nesse momento de crise acentuada, não podemos perder o potencial de geração de emprego e de resgate da cultura do homem nordestino”, destacou.
Agenor Neto relatou que seu pai, José Ilo Dantas, quando prefeito de Quixelô, criou um parque de vaquejada que gerava emprego e renda, além de levar pessoas para conhecer o município. “Isso gerava futuros negócios”, recordou. Da mesma forma, em Iguatu, seu pai foi um fundador do Parque João Vicente Alves, que sediou o 1º circuito Brahma de Vaquejada.
O deputado informou ainda que participou, no último sábado (11/06), no município de Morada Nova, da festa do Dia do Vaqueiro, que ocorre na cidade há mais de 70 anos. “Lá pude presenciar a angústia e preocupação dos vaqueiros, tratadores e comerciantes, com a possibilidade de acabar com a vaquejada.”
Agenor Neto também enalteceu a luta do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) pela renegociação das dívidas dos agricultores nordestinos. O parlamentar lembrou que a Lei Eunício Oliveira tem sido reconhecida e de grande importância para os trabalhadores rurais do município de Morada Nova.
Em aparte, o deputado Danniel Oliveira (PMDB) informou que foi sancionada, sem nenhum veto, a lei que trata da renegociação das dívidas dos agricultores. “O senador Eunício vem lutando e conseguimos. Vai beneficiar um milhão e meio de contratos de agricultores pobres que não conseguiram quitar suas contas."
LS/AT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Web Statistics